Buscar

Empresa de Segurança

Segurança do trabalho é dever de empregadores e colaboradores. Mas, antes de ser uma obrigação, contratar uma empresa de segurança do trabalho pode ser uma oportunidade a mais no plano de crescimento da sua empresa.


Se você tem buscado por esse tipo de serviço especializado, fundamental na organização do seu negócio, mas tem se sentido inseguro quanto a assinar um contrato com uma empresa de segurança do trabalho ainda desconhecida, podemos te ajudar.


Trouxemos algumas dicas valiosas para te auxiliar na identificação uma boa empresa de Segurança do Trabalho e entender como elas podem contribuir para o desenvolvimento da sua organização.


O que uma empresa de segurança do trabalho faz?


Dentre as atribuições inerentes a uma empresa de segurança do trabalho estão os laudos, documentações e as análises de riscos no que diz respeito às atividades dos empreendimentos que as contratam. Vamos entender melhor:


Laudos e documentações


As Normas Regulamentadoras (NRs) estabelecem as recomendações técnicas que devem ser observadas pelas empresas. Em razão disso, foram estabelecidas as inspeções técnicas e os laudos, documentos que resultam dessas inspeções.


Após a conclusão da inspeção, o profissional da empresa de segurança do trabalho elabora o relatório de inspeção técnica e o entrega à companhia. Esse relatório é uma análise sobre a prática laboral naquele espaço, isto é, se ele está adequado às normas.


Uma empresa de segurança do trabalho comprometida com as suas funções deve oferecer a inspeção técnica e laudo com foco nos seguintes campos:


  • Inspeção de riscos;

  • APR (Análise Preliminar de Risco);

  • PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais);

  • PCMAT (Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção);

  • O.S (Ordem de Serviço);

  • PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário);

  • Laudo ergonômico;

  • LTCAT (Laudo Técnico de Condições Ambientais do Trabalho);

  • Levantamento Ambiental, com enquadramento de insalubridade e periculosidade

  • PCA (Programa de Conservação Auditiva);

  • PPR (Programa de Proteção Respiratória);

  • PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos).


Medições


Profissionais das mais diversas áreas são expostos, todos os dias, a uma série de riscos à saúde. Medir a proporção desses riscos e criar formas eficazes de proteção é a melhor forma de garantia do bem-estar e alta produtividade dos colaboradores.


Com a medição, podemos identificar ameaças e definir um mapa de riscos com ações corretivas e preventivas.


Estes são alguns dos riscos no ambiente de trabalho que devem ser medidos e controlados com o apoio dos programas internos da empresa, como PPRA e PCMSO:


  • Poeira;

  • Ruído;

  • Fumos metálicos;

  • BTX (benzeno, tolueno e xileno);

  • Vibração.


Talvez você saiba que precisa do auxílio de uma empresa de segurança do trabalho. Mas, pode ser que ainda não saiba que ela pode fazer muito mais do que apenas documentações, laudos e medições. Por exemplo:


Treinamentos


Treinamentos com o pessoal de cada setor da empresa são excelentes meios para conscientizar os colaboradores e reduzir o índice de acidentes, não apenas aos funcionários, mas também ao meio ambiente.


Os treinamentos introduzem uma cultura de repetição diária de cuidados, além de uma maior observância às Normas Regulamentadoras e seus programas de prevenção.


Com a chegada de novos colaboradores à empresa e a necessidade de relembrar antigos ensinamentos aos veteranos, os treinamentos sobre as NRs trazem maior atenção às boas práticas. Além, claro, de assegurar que a organização não sofra sanções e nem incorra em multas.


As NRs mais utilizadas dentro das empresas — e, por conseguinte, com maior necessidade de receber treinamentos e reciclagem — são:


  • A NR 5, que institui a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), sua eleição, montagem e treinamento;

  • A NR 6, que regulamenta o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) e de proteção coletiva (EPCs);

  • A NR 12 e as regras para utilização de máquinas e equipamentos;

  • NR 18, que trata das condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção;

  • A NR 35, que estipula regras para o trabalho em alturas;

  • A NR 10, com seus padrões e normas para ambientes laborais com risco de choques e manuseio de equipamentos de alta tensão.


Consultoria


Indústrias, construções civis e grandes companhias precisam manter internamente um profissional de segurança do trabalho.


Nesses casos, a presença de um serviço de consultoria é uma ótima maneira de atualizar e contribuir para o trabalho desse profissional, já que o cumprimento das regras, por vezes, pode ser complexo, principalmente em ambientes laborais maiores.


Em empresas menores, a consultoria é uma ótima maneira para que os gestores estejam a par do que está dentro ou fora dos padrões previstos pela Lei da Segurança do Trabalho.


A consultoria abrange todas as áreas relativas a segurança do trabalho, medicina do trabalho e meio ambiente. Dessa forma, o responsável pela empresa, depois de conhecer os possíveis riscos em todos os setores, assume o controle preventivo e corretivo de acidentes no ambiente de trabalho.


Planejamento financeiro


Além disso, a consultoria também te auxilia no preparo financeiro para cumprir todas as Normas Regulamentadoras e evitar multas.


Ela previne, ainda, gastos de última hora caso ocorram acidentes com colaboradores ou danos ao meio ambiente.


e-Social


Apesar de causar alvoroço entre os gestores e administradores de empresas, o e-Social veio para reduzir a burocracia para as companhias, reunindo todos as guias no mesmo sistema eletrônico. Ou seja, ele significa mais organização e economia.


A implantação desse sistema pode não ser tão rápida quanto você gostaria, mas traz benefícios importantes a médio prazo. Por exemplo, a economia de tempo e modernização dos setores, integrando seus softwares a um sistema único.


A consultoria oferecida por empresas de segurança do trabalho também abriga esse novo processo importante para as organizações. Vale lembrar que o e-Social já começou a ser implementado.


Agora que você já sabe como uma empresa de segurança do trabalho colabora para além o cumprimento da lei e para o crescimento saudável do seu negócio, é hora de escolher quem vai prestar esse serviço para a sua empresa.


Entre em contato com a gente. Converse com um dos nossos profissionais e descubra como a Protege pode ser a parceria ideal para as necessidades da sua organização. 

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

eSocial